03 julho, 2016

O Sol e a Lua

Dar-te tudo e tudo
ser contigo, fugir até 
à Lua pouco seria,
embora a distância muita
fosse, mas louco sou eu 
que só pretendo presentear-te
com o Sol, numa oferenda que 
nos aquece, e a 
chuva como refresco
de uma alma completamente
vazia, 
que queima e propaga fogo,
deixando um imenso rasto
de destruição, com 
nuvens de fumo cinzento
e um cheiro nauseabundo
que me transtorna e me
deixa fora de mim. 


25 maio, 2016

Haverá tempo?

Há um tempo que fica
daqueles que vão e um
tempo que o é porque 
teima em ficar,
mesmo quando o tempo
passa  sem o tempo
passar e tempo é o 
que não tenho,
de tão escasso que é e, se
tempo tiveres para seres
o tempo comigo, que permaneças,
para que o tempo por nós
não passe e nele
nos perpetuemos.
Haverá tempo?